Quarta, 16 de janeiro de 2019
91 99100-9888
Brasil

12/11/2018 ás 11h08

45

Jonivaldo Castro

Mãe do Rio / PA

Comissão Interamericana de Direitos Humanos apresenta relatório sobre a violência no Brasil
Analistas estiveram em Brasília, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Roraima, São Paulo e Rio de Janeiro.
Comissão Interamericana de Direitos Humanos apresenta relatório sobre a violência no Brasil
Comissão Interamericana de Direitos Humanos apresenta relatório sobre violência no Brasil — Foto: Cristina Boeckel / G1 Rio

Por Cristina Boeckel, G1 Rio


 


 


A Comissão Interamericana de Direitos Humanos divulgou, na manhã desta segunda-feira (12), um relatório preliminar sobre a violência no Brasil, durante um encontro em Copacabana, na Zona Sul do Rio.


Uma comissão que está no país analisou dados sobre violações dos direitos humanos. Os analistas estão no Brasil desde o dia 5 deste mês, quando desembarcaram em Brasília. Desde então, eles estiveram na Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Roraima, São Paulo e Rio de Janeiro.


No Rio de Janeiro, o grupo se encontrou com autoridades da intervenção federal no Centro Integrado de Comando e Controle. Eles também conversaram com os responsáveis pelas investigações das mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes e com os com familiares das vítimas. Eles foram mortos no dia 14 de março na Região Central da capital fluminense e o crime segue sem solução.


Em agosto, a comissão havia solicitado medidas de proteção para viúva de Marielle, Mônica Benício. O pedido foi feito após ela receber ameaças pela internet e pessoalmente.


Na Bahia, a comissão visitou o Quilombo Rio dos Macacos, na Região Metropolitana de Salvador. O local é alvo de disputa entre as 85 famílias que habitam a área e a Marinha.


No Maranhão, um dos locais visitados foi o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na zona rural de São Luís. Em 2014, a comissão já havia condenado as instalações e mortes de presos.


A última vez que o grupo esteve no Brasil foi em 1995. Entre os temas observados estão a discriminação, desigualdade, pobreza e aplicação de políticas públicas. Os especialistas observaram principalmente a parte da população brasileira que está historicamente em situação de discriminação, como afrodescendentes, indígenas, trabalhadores rurais, população em situação de pobreza, presidiários, migrantes e defensores de direitos humanos.


A Comissão Interamericana dos Direitos Humanos é um órgão autônomo da Organização dos Estados Americanos (OEA), que tem como missão promover a observação e defesa dos direitos humanos no continente. É formada por sete membros independentes, que são eleitos pela Assembleia Geral da OEA a título pessoal, sem representarem seus países de origem ou de residência.

FONTE: /g1.globo.com

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium